Saúde Vitória ES

VÍDEO | Mulher filma mamão com larvas e denuncia irregularidades em hospital de Vitória

Registro foi feito por familiares de um dos pacientes, internado na ala de tratamento digestivo, que se indignaram também com problemas de infraestrutura do Hospital Infantil de Vitória

Por Regional ES

27/06/2022 às 19:30:02 - Atualizado há
Foto: Leitor | Whatsapp Folha Vitória

Um pedaço de mamão com larvas servido como sobremesa causou indignação nos acompanhantes de crianças internadas na ala do Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória, em Vitória, reunindo pacientes com problemas digestivos. Segundo a autora do vídeo, que pede para não ser identificada, a gravação foi feita na noite de domingo (26).

"A gente não acreditou. Realmente, a fruta estava com larvas nos pedaços servidos. Nós tentamos reclamar com alguém da direção ou o responsável pela ala, mas já era muito tarde da noite. Descartamos os pedaços e fomos na manhã desta segunda-feira relatar para a nutricionista do hospital", descreve.

ANUNCIO 01


A mulher fala que o mamão com larvas é o ápice dos registros de irregularidades feitos durante a última semana, o tempo em que o menino que acompanha está internado.


"O bebedouro está quebrado. Assim como um dos sanitários, interditado sem manutenção. Na ala onde estamos, o ar-condicionado não funciona. Várias poltronas de descanso para os pacientes estão com acolchoado danificado. Sem contar que achamos estranho um dos integrantes da equipe de enfermagem vir trabalhar de chinelo. Não seria apropriado calçado fechado?", questiona.

Outro lado

O Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória, da rede estadual, foi procurado pela reportagem para falar sobre as reclamações dos familiares do paciente e do teor do vídeo.

"A direção esclarece que, relacionado aos mobiliários, está com processo licitatório em andamento e, ainda, que a equipe de manutenção do hospital interdita os banheiros sempre que necessário realizar intervenções nos mesmos - sendo importante frisar que os pacientes e acompanhantes não ficam desassistidos de sanitários", disse em nota.

Já sobre o funcionário que descumpriu uma das normas de segurança da unidade sobre uso de EPI, a direção esclareceu que desconhecia o fato, mas que diante do exposto irá apurar tanto o autor quanto os responsáveis que não interviram na atuação de descumprimento de regra do servidor.

Por fim, a direção do hospital diz que busca constantemente realizar um atendimento de qualidade aos capixabas. "No ano passado, a unidade recebeu mais de 21.400 pacientes que deram entrada pelo Pronto Socorro, e reforça que está à disposição de todos os usuários por meio dos canais de comunicação como a ouvidoria, por exemplo", finalizou.

Comunicar erro
Regional ES

© 2022 Regional ES - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Regional ES