Destaque Mimoso do Sul

Marcas da tragédia: o recomeço em Mimoso do Sul um mês após chuva que deixou 18 mortos

Por Regional ES

22/04/2024 às 11:13:59 - Atualizado há
Foto: Thiago Soares/Folha Vitória

Lama, objetos perdidos, casas destruídas e marcas de uma tragédia que atravessou uma cidade. Um mês depois, Mimoso do Sul, o município mais afetado pelas chuvas de março no Sul do Espírito Santo, ainda tenta se reconstruir.

CRICARE

Foram 18 pessoas que perderam a vida com a força da chuva na região. A água que encheu a cidade de forma repentina pegou todos de surpresa e, em uma noite, o município inteiro ficou devastado.

Foto: Thiago Soares/Folha Vitória
THOMAZINE

Em entrevista à TV Vitória/Record, o prefeito da cidade, Peter Costa, informou que ainda há muito o que fazer no município e será, pelo menos, mais um mês com limpeza.

"Foi um mês de muita dificuldade e muito trabalho. Dia e noite trabalhando. Tem muita coisa a ser feita, muitas obras estruturantes que vão demorar para serem realizadas porque precisam ser elaboradas. Cerca de 80% da limpeza já foi feita, mas muitas casas ainda não fizeram a limpeza por completo, então continuam tirando os entulhos de casa. Por isso, temos que ficar lavando a cidade toda hora. Mais um mês e a cidade já estará bem limpa", contou.


Ainda de acordo com o prefeito, alguns comércios já voltaram a funcionar na região e as ruas estão transitáveis. Uma das urgências do município é a criação de casas populares, para as pessoas que tiveram as residências devastadas com as chuvas e estão morando nas casas de vizinhos ou familiares.

Além disso, alguns moradores já começaram a receber o Cartão Reconstrução no valor de R$ 3,5 mil. O auxílio financeiro temporário, do Governo do Estado, é disponibilizado a famílias atingidas por desastres naturais e o pagamento é feito em parcela única.

Fonte: Folha Vitória
Comunicar erro
Regional ES

© 2024 Regional ES - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Regional ES