Destaque serra ES

Base do Samu na Serra recebe o nome de médico capixaba que morreu no RS

O médico Leandro Medice morreu em um abrigo no Rio Grande do Sul após ir ao estado gaúcho para ajudar a socorrer vítimas das enchentes

Por Regional ES

11/07/2024 às 06:23:32 - Atualizado há
Foto: Reprodução / Instagram

O cardiologista capixaba Leandro Medice, de 41 anos, que morreu no Rio Grande do Sul após sofrer um mal súbito em maio deste ano, quando ajudava vítimas das enchentes em cidades gaúchas, será o nome da base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) na Serra.

A homenagem foi oficializada nesta quarta-feira (10) com a lei publicada no Diário Oficial do Estado, que determina que a Central de Regulação do Samu, localizada em Carapina, se chamará Médico Doutor Leandro Medice.

O médico morreu após um infarto fulminante em um abrigo em São Sebastião, após ir ao estado gaúcho para ajudar a socorrer vítimas das enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul.

Horas antes de morrer, Leandro gravou e postou no Instagram um vídeo com a coordenadora do abrigo em São Leopoldo, Juliana, em que ela relatou que no espaço estavam 1.300 pessoas. "Muitos idosos e crianças precisando de atendimento", disse Juliana.

DIVINO SABOR
Antes de embarcar para o Rio Grande do Sul, o médico publicou outro vídeo no Instagram, em que descrevia sua expectativa para ir ao estado gaúcho. Segundo ele, esta era uma experiência inédita em sua vida: participar de uma missão humanitária.
Foto: Reprodução / Instagram
Leandro Medice gravou vídeos ao embarcar e no abrigo no Rio Grande do Sul


O médico capixaba também foi homenageado por militares da Força Aérea Brasileira quando o corpo foi trazido por um avião da FAB para o Espírito Santo.

Fonte: Folha Vitória
Comunicar erro
Regional ES

© 2024 Regional ES - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Regional ES