Sa√ļde Dengue

Dengue atinge com maior gravidade crianças até 5 anos em 2024, diz Fiocruz

Por Regional ES

20/03/2024 às 07:37:36 - Atualizado h√°
É importante que as famílias levem seus filhos para vacinar e que todos sigam tomando as medidas profiláticas possíveis.(Imagem: Genilton Vieiria/Fiocruz)

Neste ano, a dengue tem atingido com maior gravidade crianças até 5 anos, de acordo com levantamento realizado pelo Observatório de Saúde na Infância (Observa Infância) da Fiocruz/Unifase. A an√°lise mostra que adolescentes entre 10 e 14 anos – público escolhido pelo Ministério da Saúde para ser vacinado – apresentam o maior número de casos registrados este ano. No entanto, crianças com menos de 5 anos exibem as maiores taxas de letalidade, seguidas pelas de 5 a 9 anos.

LEIA TAMBÉM: Funcion√°rio a serviço da EDP leva choque e morre ao realizar manutenção em poste

CRICARE

"Nesse levantamento observamos que, apesar de concentrar o menor número de casos entre as crianças, a faixa et√°ria entre 0 e 5 anos é a que mais morreu este ano vítima das formas mais graves da doença, seguida da faixa entre 5 e 9 anos", explica o coordenador do Observa Infância, Cristiano Boccolini.

Para ele, o importante é que as famílias levem seus filhos para vacinar e que todos sigam tomando as medidas profil√°ticas possíveis. "O Ministério da Saúde acerta em vacinar o grupo onde estamos vendo mais casos. Nossa recomendação é que a imunização avance para as crianças mais novas, de 5 a 9 anos, que estão morrendo mais, proporcionalmente".

Os dados se referem a uma an√°lise de dados das primeiras 10 semanas epidemiológicas de 2024 (até 9 de março), compilados pelo Ministério da Saúde. Nesse período, foram notificados 239.402 casos de dengue em crianças de até 14 anos, com maior incid√™ncia entre adolescentes de 10 a 14 anos, sendo 24,5% em menores de 5 anos, 33,7% entre 5 e 9 anos e 41,8% de 10 a 14 anos.

THOMAZINE

Com relação aos óbitos, a situação se inverte: foram registrados 52 óbitos – 16 j√° confirmados e 36 em investigação – por dengue em crianças com menos de 14 anos no período. Deste total, 44,2% das vítimas tinham menos de 5 anos, enquanto a faixa de 5 a 9 anos representou 32,7% dos óbitos e a faixa de 10 a 14 anos correspondeu a 23,1% das mortes, demonstrando uma gradativa diminuição da proporção de óbitos com o aumento da idade.

LEIA TAMBÉM: Programa Pé-de-Meia do Governo Federal em Nova Venécia

A an√°lise alerta para um aumento de 21,2% no número de óbitos na décima semana em relação à anterior, o que, segundo o Observa Infância, sugere a necessidade de reforço nas medidas de prevenção à doença.


O Observa Infância também analisou a letalidade, que mede o número de óbitos em relação ao total de casos, entre as crianças de 0 a 14 anos. Ao avaliar somente os casos confirmados, a letalidade é de 6,7 óbitos para cada 100 mil casos de dengue. A letalidade para a faixa et√°ria inferior a 5 anos é cinco vezes superior em comparação com a faixa de 10 a 14 anos. Além disso, a letalidade confirmada em crianças de 5 a 9 anos é tr√™s vezes maior do que aquela observada entre os adolescentes de 10 a 14 anos.

LEIA TAMBÉM: Parceria entre prefeitura de São Mateus e Grupo Ascensão mantém tradição do Auto da Pai-xão de Cristo

Ao levar-se em conta todos os casos (confirmados e suspeitos) de dengue nessa faixa et√°ria, a taxa é 3,3 vezes mais elevada em crianças menores de 5 anos em comparação com o grupo de 10 a 14 anos. Para o grupo et√°rio de 5 a 9 anos, a letalidade total é 1,8 vezes maior que a registrada entre os de 10 a 14 anos.


Fonte: O Globo
Comunicar erro
Regional ES

© 2024 Regional ES - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Regional ES