Polícia Espírito Santo

Professor que afirmava ser "Anjo Gabriel" para abusar de alunos é preso no ES

O acusado foi preso pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira (21) quando saía de casa para o trabalho

Por Regional ES

21/06/2022 às 18:44:46 - Atualizado há
Professor foi preso na manhã desta terça | Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um instrutor de escolinha de futebol, de 47 anos, foi preso pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira (21), em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo. Ele é acusado de abusar sexualmente de adolescentes, com idades entre 14 e 16 anos, e contra ele havia em aberto um mandado de prisão condenatório pelos crimes.

De acordo com a Polícia Civil, o acusado dizia ser o "Anjo Gabriel" e que precisava praticar sexo com as vítimas para ter "energia" para recuperar as asas.

ANUNCIO 01

O instrutor foi encontrado no momento em que saía de casa para o trabalho pelas equipes das Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) e da Delegacia de Proteção à Criança ao Adolescente e ao Idoso (DPCAI) de Cachoeiro de Itapemirim, que efetuaram a prisão.

Segundo a Polícia Civil, os crimes de abuso sexuais aconteceram no ano de 2018. Na época, o acusado mantinha os abusos sexuais dos alunos no centro de treinamento de uma escola de futebol, em Cachoeiro de Itapemirim, nas excursões de partidas de futebol e na sua própria residência, conforme a titular da DPCAI de Cachoeiro de Itapemirim, delegada Edilma Oliveira.

"Ele fazia uma lavagem cerebral nas vítimas, dizendo que era o 'Anjo Gabriel' e que precisava de 'energia' para recuperar suas asas, essa 'energia' segundo ele, vinha da prática sexual com os adolescentes", explicou ela.

Uma adolescente de 15 anos, que também foi uma das vítimas, viu o instrutor abusando sexualmente de outros adolescentes denunciou o fato aos pais. "Ao perceber que os atos do professor eram errados, a menina relatou aos pais o que o professor fazia com ela e seus colegas", informou a delegada.

Publicidade

As equipes policiais, ao saberem do crime, instauraram um Inquérito Policial (IP), para investigar o homem de 47 anos. Depois de feito o levantamento sobre o endereço do acusado, foram realizadas buscas no local.

O acusado já é condenado pelo crime de violação sexual mediante fraude, sendo encaminhado ao Presídio Regional de Cachoeiro de Itapemirim (PRCI), onde permanece à disposição da Justiça.

A Polícia Civil havia informado que o detido é professor de Educação Física, porém o Conselho Regional de Educação Física da 1ª Região (CREF1 RJ/ES) informou que o homem não é professor de Educação Física, pois não possui registro para exercer a função e sim instrutor de escolinha de futebol.

Fonte: Tribuna Online
Comunicar erro
Regional ES

© 2022 Regional ES - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Regional ES