Política Marataízes

Prefeito e secretários de Saúde e de Obras de Marataízes são afastados em operação contra corrupção

O afastamento do prefeito Robertino Batista da Silva e dos secretários Eraldo Duarte Silva Júnior e Ricardo Pepe Reis é válido por 90 dias

Por Regional ES

14/06/2022 às 14:28:45 - Atualizado há
Foto: Divulgação

A Justiça determinou o afastamento do prefeito Robertino Batista da Silva e dos secretários de Saúde, Eraldo Duarte Silva Júnior, e de Obras, Ricardo Pepe Reis, do município de Marataízes, no litoral Sul do Espírito Santo.

ANUNCIO 01

O afastamento é válido por 90 dias e foi determinado durante a deflagração da Operação Salvação, da Polícia Federal, que investiga supostas solicitações de propina realizada, em tese, por agentes públicos do município.

As investigações apuram indícios de que os agentes públicos cobravam vantagens indevidas a empresário que prestava serviços ao município, consistentes em percentuais que variavam entre 5% e 10% do contrato, com possíveis manobras de dissimulação da origem ilícita das propinas recebidas.

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão e três ordens judiciais de afastamento temporário das funções públicas, além de sequestro de bens. A operação contou com a participação de 26 policiais federais.

Publicidade

Veja a nota da prefeitura na íntegra:

A Prefeitura de Marataízes foi notificada a afastar o prefeito, secretários de Saúde e de Obras, e vai proceder com as determinações judiciais. O processo corre em segredo, portanto, não há mais informações. Quanto ao prefeito Tininho, vai acionar o seu jurídico para apresentar as suas versões sobre os fatos.

Fonte: Redação Folha Vitória
Comunicar erro
Regional ES

© 2022 Regional ES - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Regional ES